segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

ORLA DA BARRA: 57 MILHÕES. ORLA DE PARIPE: 3 MILHÕES. POR QUE A DIFERENÇA?


JORNAL COMENTADO 177
10:06 – 27.01.2014 – Segunda-feira

tonY PACheco*

“Começa a requalificação da orla da Barra, que vai custar R$57 milhões”
(www.bahiaeconomica.com.br, site de Armando Avena)

“São Tomé de Paripe terá orla como a da Barra” / “O investimento total será de R$3,4 milhões” / "A pavimentação será igual à da Barra...”
(jornal “Correio”)

Faremos o menor Jornal Comentado dos 176 feitos até agora. Neste número 177 deixaremos apenas esta pergunta no ar: se a Prefeitura está garantindo que tudo o que for feito na orla da "chiquerésima" Barra será feito na orla de São Tomé de Paripe, inclusive, “A pavimentação será igual à da Barra”, por que então uma obra custará R$57 milhões e a outra míseros 3 e meio milhões?
Agora, uma palavrinha aos coleguinhas de jornais, rádios, TVs, sites e blogs: ninguém aí nas redações ficou curioso com a disparidade monstruosa de custos? O que haverá numa obra para custar 16 vezes mais do que a outra?
Em cima: nova orla da Barra. Embaixo: nova orla de Paripe.


trilha sonora: "Se essa rua fosse minha"
(cancioneiro popular brasileiro)

“Se esta rua, se esta rua, fosse minha
Eu mandava, eu mandava, ladrilhar
Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhantes
Só pra ver, só pra ver meu bem passar.”




*Tony PacheCO é jornalista-radialista profissional formado pela UFBA. Estudou Economia nas universidades federais de Juiz de Fora e da Bahia, e Psicanálise na Sociedade Psicanalítica Ortodoxa do Brasil (SPOB), uma entidade pra lá de conservadora e cheia de evangélicos.

9 comentários:

  1. seus coleguinhas de dividem em dois grupos, os que estão ganhando pra se calar e os que o patrão tá ganahndo pra se calar. então, niunguem vai falar.

    ResponderExcluir
  2. Você se perguntou qual a metragem de cada obra?
    O que é que o povo não faz por uns acessos no site em??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei você, meu caro, mas eu conheço Salvador de ir a cada ponto de Salvador, pois além de jornalista, sou capoeirista e joguei capoeira com meu mestre e meus camaradas em toda a cidade. Então, te informo que há MAIS ÁREA a ser trabalhada em Paripe do que na Barra e por ter menos infraestrutura que a Barra, Paripe ainda tem mais trabalho a fazer. E mesmo se não fosse assim, precisaria que Paripe fosse 16 vezes menor que a Barra para justificar a disparidade de custos. Sugiro ao estimado internauta que dê uma passada em Paripe pessoalmente e outra na Barra.
      Obrigado por ler o blog. Ah, e você tem razão, batemos todos os recordes de acesso em cinco anos de blog.

      Excluir
  3. Talvez o fato de a Barra ser um ponto turístico. Mas mesmo assim a diferença tá muito absurda.

    ResponderExcluir
  4. Será que ninguém achou estranho a discrepância dos valores das duas obras? Ninguém falou disso na imprensa, apenas reproduziram o que receberam num release da prefeitura sobre a requalificação da obra de São Tomé de Paripe.

    ResponderExcluir
  5. aí tem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Comparação de merda... sem nenhum fundamento!

    ResponderExcluir
  7. A barra tem muita coisa (inclusive tubulação e estrutura - passo por lá todos os dias e é o que estão mexendo até agora) que precisa ser mudada, atualizada, replanejada. Paripe tem menos dessa estrutura, logo, menos coisa para se mexer e modificar. Gasta-se mais numa obra em que se tenha que conserttar o já existente do que em uma feita em terreno praticamente liso. Ainda acho que há uma grande disparidade de preço, mas é parcialmente justificável.

    ResponderExcluir
  8. 100 COMENTÁRIOS!!!!!!!

    ResponderExcluir