quarta-feira, 5 de setembro de 2018

A ERA DOS IDIOTAS NO PODER

tonY paCHECo

10º Lugar - RODRIGO DUTERTE, Filipinas
Eleito, em 2016, para presidir a maior nação católica da Ásia e a terceira do mundo, após o Brasil e o México, Rodrigo Duterte, conhecido pelo diminutivo "Digong" (Rodriguinho), tornou-se famoso internacionalmente por uma série de medidas completamente idiotas, fruto de uma mente doentia, mas, ao mesmo tempo, extremamente inteligente politicamente, pois ele fala a língua dos idiotas do seu país e parafraseando nosso sábio Nelson Rodrigues, dos idiotas é o futuro, pois eles são maioria.
Vejamos frases e medidas práticas do presidente filipino:
1) distribui armas gratuitamente a líderes comunitários que queiram matar viciados em drogas, da maconha à cocaína, da metanfetamina à heroína, sem ser necessário flagrante policial nem tampouco nenhum processo judicial - execução sumária autorizada;
2) sobre o fato de que não respeita o pensamento católico sobre o perdão, disse que "Deus é estúpido" e também que Deus é um "filho da puta";
3) o epíteto "filho da puta", aliás, é o mais usado pelo mandatário. Quando o ex-presidente Barack Obama, dos EUA, falou sobre a ausência de Direitos Humanos nas Filipinas, Duterte apenas disse: "Me respeite, seu filho da puta";
4) até o papa Francisco foi agraciado com um "filho da puta", seguido de uma advertência quando de sua visita às Filipinas, onde engarrafou o trânsito da capital Manila, irritando o presidente: "Volte pra sua casa e não volte às Filipinas", advertiu Duterte;
5) no seu discurso de posse, o presidente filipino disse em alto e bom som: "Se você conhece alguém viciado em drogas, o mate você mesmo, estará fazendo um bem à família dele" e, a partir daí, os assassinatos de viciados pelas ruas filipinas se contam aos milhares;
6) por esta "liberação do assassinato", Duterte foi acionado no Tribunal Penal Internacional, em Haia, por "crimes contra a Humanidade". Ao responder ao TPI, uma corte ligada à ONU da qual as Filipinas é participante, Duterte simplesmente retirou seu país da esfera do tribunal;
7) aproveitando a deixa, classificou as Nações Unidas (ONU), de órgão "inútil" e ainda agrediu o ex-secretário-geral do organismo, o sul-coreano Ban Ki-moon: "Me respeite, seu filho da puta"; 
8) ao reagir à União Europeia sobre advertência ao desrespeito aos Direitos Humanos em seu país, o presidente levantou o dedo e fez o tradicional "vá tomar no c...";
9) para o bispo católico filipino Arturo Bastes, Duterte "é uma aberração, um psicopata, uma mente anormal que nunca deveria ter sido eleito presidente"; em resposta o político disse que "as crenças tradicionais já não respondem às necessidades filipinas", isto num país que é conhecido internacionalmente pelas crucificações voluntárias na Semana Santa, com vários cidadãos sendo pregados em cruzes num festival de sangue sem igual;
10) e, por fim, o filho do presidente Digong, Paolo Duterte (ou Pablo Duterte), é acusado pelos raros políticos que têm coragem de ser oposição ao presidente, de ser membro de uma máfia chinesa de tráfico de metanfetaminas, o que o "playboy", claro, nega, com apoio do pai...
AMANHÃ TEM MAIS.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

O DIA EM QUE DEUS REUNIU OS ANJOS E FIZERAM O MUNDO: EM 7 CAPÍTULOS.

A CRIAÇÃO DO MUNDO
Tony Pacheco ajuntando histórias da Bíblia, Torá, Corão e tradições escritas e orais da Amazônia aos Urais...

Deus pediu a Gabriel para trazer um mapa mundi. E começou a distribuição de coisas e homens no planeta que resolveu criar aqui no Sistema Solar...
1) O anjo Uriel olhou para a Ásia e perguntou sobre como seria. Disse Deus: aqui entre o que será um dia a Sibéria da Rússia, passando pelos futuros Japão, Coreia, China, Filipinas, Indonésia e tal, vou meter uma cacetada de vulcões, tsunamis e furacões para ver se mato a metade de tempos em tempos, pois este povo que vou botar aqui vai gostar tanto de procriar que se eu não destruir eles aos pouquinhos eles vão inviabilizar a Terra. Em compensação, vou dar a eles uma inteligência supergalática, descobrirão a pólvora, terão uma capacidade de trabalho sem igual e tudo em que botarem os olhos, farão mais barato e melhor.
2) E Ariel perguntou: e aqui no Oriente Médio? E disse Deus: vou botar uns desertos irados, o povo daqui vai ter que ser muito resiliente para suportar o inferno em vida e aí ficarão tão desesperançados que vão inventar todas as religiões para me adorar. Em compensação, darei a eles uma inteligência superior, eles vão inventar num lugar que vão chamar de Fenícia um alfabeto que será origem das línguas mais cultas do planeta e numa tal de Arábia, uma coisa chamada números para poderem contar tudo que quiserem sem limites.
3) E Miguel perguntou: e neste grandão aqui? Deus falou, vou chamar de África, para que não procriem demais, vou meter um deserto em cima, um deserto embaixo, e uma floresta gigante no meio, cheia de doenças e bichos violentos que sairão comendo tudo quanto é ser humano que vir pela frente. E a compensação, perguntou, Cassiel? Ah, vou dar uma alegria retada a este povo, nada impedirá que sejam felizes, por mais desgraças que aconteçam a eles.
4) E Salatiel perguntou: e essa área imensa aqui do Mar Báltico ao Oceano Pacífico? Deus falou: isso será chamado de Rússia. Vou meter uma geleira eterna aqui. Vai ser um inferno para os humanos terem coragem de se reproduzir. E vai ter compensação, perguntou Jeliel? Deus garantiu que meteria uma quantidade de gás natural e petróleo que o país seria rico demais da conta, mas só para contrariar, meteria também uma tirania que seria eterna como a neve.
5) E Theliel apontou para a Europa e Deus tascou: aqui vou botar nevascas crueis e logo depois secas com incêndios gigantes e muita gente idiota se achando e brigando uns com os outros até o final dos tempos. E Rafael perguntou das compensações. Deus disse que ia dar uma inteligência superior ao povo europeu e eles iam dominar boa parte do planeta, esparramando o que teriam de bom em sua cultura e também destruindo as boas coisas das culturas alheias, num inferno sem fim.
6) E Israfil perguntou a Deus: e neste confim de mundo aqui embaixo? Deus afirmou: isso aí vai ser o c... do mundo. Só gelo e uns bichos engraçados. Vou chamar de Antártida, que muita gente vai achar que é onde se fabricará a cerveja de nome parecido. Nem quero me preocupar com esta zorra, disse O Altíssimo.
7) Finalmente, o anjo Abadon perguntou: vixe, esquecemos este negoção grandão aqui. Deus respondeu: esqueci nada. Isso aí vai chamar América. Na parte de cima, vou colocar gelo à vontade, furacões à vontade, terremotos à vontade, tudo para tornar a resiliência do povo daí uma coisa contaminante. Eles vão ter o melhor país do mundo, chamado Canadá, e o mais terrível e ao mesmo tempo mais poderoso, que arrogantemente vão chamar de América, o mesmo nome do continente todo. E Abadon insistiu: e aqui, nesta parte de baixo grandona?
Deus não se fez de rogado: aqui será o Paraíso do planeta. Seu nome será Brasil, em homenagem a uma madeira avermelhada que botarei aqui. Não terá furacões, não terá desertos, não terá geleiras, não terá tsunamis ou terremotos. Vulcões? Nem pensar. A terra será tão fértil, mas tão fértil, que até um passarinho cagando uma semente dará origem a plantações de tomates e mesmo florestas sem fim. O clima será perfeito, nem quente demais, nem frio demais. E sempre será ensolarado, mesmo nas épocas mais frias. Botarei rios caudalosos que gerarão vida por toda parte e o povo daí terá energia limpa para o resto dos milênios, hidreletricidade até o fim dos tempos. Também terão ventos permanentes o ano inteiro e mais energia limpa, a eólica, como em nenhum outro lugar do mundo. Já o oceano será margeado pelo maior litoral não congelado do planeta, o que facilitará a criação do que eles chamarão de navios e terão o transporte mais barato da Terra.
Aí os anjos retaram: ALTO LÁ, SENHOR DEUS! E NÃO VAI TER NADA DE RUIM NESTE PARAÍSO CHAMADO BRASIL?
Deus deu uma gostosa gargalhada e resumiu: COLOCAREI AÍ OS BRASILEIROS. UM POVINHO DE MERDA, PREGUIÇOSO, COVARDE E ACOMODADO. Daí, Lúcifer, que até então não tinha falado nada, levantou lá do seu cantinho e perguntou: Meu Pai, me dá pra mim este Brasil?! E Deus: claro! Você vai governar este Paraíso habitado por idiotas para sempre. Vai reencarnando, reencarnando, mudando de nome, ora Pedro, ora Getúlio, ora Emílio, e dará a eles a sensação de que estão mudando o governante, mas o governo será sempre do Capeta, meu filho infernal.
Entenderam?

terça-feira, 29 de maio de 2018

BRASILEIRO, VIAJE PELO MUNDO SEM RISCO DE SER FUZILADO NA INDONÉSIA...

UM GUIA COM 200 PAÍSES DO MUNDO SOBRE TUDO QUE PODE ACONTECER DE BOM E DE RUIM NUMA VIAGEM INTERNACIONAL. POR APENAS MENOS DE 15 REAIS.

Faça um test drive GRATUITO do guia turístico acessando o site da Amazon:

http://www.amazon.com/dp/B018KSQM14


segunda-feira, 28 de maio de 2018

FURANDO O BOICOTE DA MÍDIA BRASILEIRA À GREVE DOS CAMINHONEIROS

toNY paCheco



COMO A MÍDIA BRASILEIRA ESTÁ CENSURADA, VEJA NA MÍDIA DA ALEMANHA PORQUE A PETROBRAS É A RAIZ DE TODOS OS PROBLEMAS: A ESTATAL PAROU DE REFINAR, PARA COMPRAR COMBUSTÍVEIS EM DÓLAR NAS MÃOS DAS MULTINACIONAIS PETROLEIRAS. CONFIRA E TENHA ELEMENTOS PARA VER O QUE ESTE GOVERNO ESTÁ FAZENDO COM O BRASIL.

Copie e cole este link abaixo para saber que a Petrobras está a serviço das petroleiras estrangeiras:

http://www.dw.com/pt-br/os-impactos-da-greve-dos-caminhoneiros-na-economia/a-43967170


REDES DE TV E RÁDIO ESCONDERAM A VERDADE DE VOCÊ NESTA GREVE? USE O SITE DA BBC DE LONDRES:
http://www.bbc.com/portuguese/brasil-44247460
Fique sabendo que o transporte rodoviário é responsável por escoamento de 75% da produção e que os políticos é que são os responsáveis por não termos ferrovias, aquavias nem tampouco dutos em quantidade. Imperdível saber isso. 

Copie e cole este link para saber que os políticos é que nos jogam nesta dependência de rodovias que só dá lucro pra eles:

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-44247460

quarta-feira, 16 de maio de 2018

9 RAZÕES PARA O BRASIL E O MUNDO BOICOTAREM A COPA DO MUNDO NA RÚSSIA

toNY pAcheco



                                                    Príncipe Charles, da Inglaterra, compara Putin a Hitler
O famoso COI, o Comitê Olímpico Internacional, decidiu, em 1931, que a Olimpíada de Verão (este mesmo campeonato que aconteceu recentemente no Brasil), devia se realizar em Berlim, em agosto de 1936. Só que em 1933, Adolf Hitler tornou-se primeiro-ministro ("chanceler") da Alemanha. Atletas judeus de todo o mundo tentaram fazer um boicote aos jogos, mas o Sindicato dos Atletas Amadores dos Estados Unidos decidiu, em 1935, que seu país devia participar e, aí, esvaziaram-se todos os movimentos de boicote no mundo todo. E deu no que deu: Hitler fez da Olimpíada uma peça gigantesca de propaganda do seu regime. Os adeptos do boicote lembravam que em 1935, Hitler já tinha anexado o Sarre e cinco meses antes da Olimpíada anexou também a Renânia, ambas regiões livres do governo central de Berlim e, no caso do Sarre, um refúgio para os fugitivos do nazismo que chegavam aos montes do resto da Alemanha a partir de 1933. Mas EUA, Rússia, Inglaterra e França (as superpotências de então) resolveram não enfrentar Hitler e deu no que deu: com a propaganda da Olimpíada de agosto de 1936, tornou-se um ídolo das massas alemãs e menos de um ano e meio depois invadia a Áustria e Tchecoslováquia e, em 1939, apagava a Polônia do mapa mundial, repartida que foi com os comunistas de Stálin, o líder da Rússia, então chamada União Soviética. 
E esta história se conta, para que se entenda a necessidade de um boicote a esta Copa do Mundo na Rússia: o atual líder russo, Vladimir Putin, que manda em Moscou desde 1999 e não admite opositores, tem invadido territórios na Ucrânia, Moldova e Geórgia, sem que nenhuma potência mundial o confronte. Da mesma maneira pusilânime que estas potências agiram com as invasões militares promovidas pela Alemanha de Hitler. Bombardeia o território sírio impiedosamente, matando milhares de civis apenas para manter os interesses geoeconômicos da Rússia no Oriente Médio através de um enfrentamento com os EUA e União Europeia. E, diante disso tudo, consegue realizar um evento de propaganda política de nível mundial, como é a Copa do Mundo, ajudado por todas as potências mundiais, com apenas uma ressalva tímida da Inglaterra, já que Putin teria mandado eliminar cidadãos russos no território inglês. 
Leia os 9 pontos abaixo dos últimos atos do governo russo, dentro da Rússia e no resto do mundo, e responda para você mesmo: vale a pena o Brasil participar de uma peça de marketing político dessas diante dos perigos que ela representa para o povo russo e para a paz mundial?

           Investigações nos EUA apontam que hackers russos distorceram o resultado das eleições e levaram Trump ao poder


  1. LEGALIZAÇÃO DO ESPANCAMENTO DE MULHERES  E FILHOS PELOS MARIDOS/PAIS RUSSOS: em fevereiro de 2017, com apoio do Congresso russo e da Igreja Cristã Ortodoxa Russa, Vladimir Putin sancionou a lei que permite aos homens chefes de família espancar suas mulheres e filhos uma vez por ano, desde que não quebrem nenhum osso. Os religiosos cristãos ortodoxos disseram que isso “faz parte das tradições russas”. Nem vamos comentar. Só isso já seria suficiente para nenhum cidadão do mundo pisar na Rússia nesta Copa do Mundo.
  2. INTERFERÊNCIA RUSSA NOS RESULTADOS ELEITORAIS NOS EUA: o governo de Moscou é acusado de interferência direta de hackers a serviço da Rússia nos resultados eleitorais que prejudicaram Hillary Clinton e deram a vitória a Donald Trump nas eleições de 2016 nos Estados Unidos.
  3. ESCOLHAS DA RÚSSIA E QATAR PARA COPAS PODEM TER SIDO FRAUDADAS: Jamil Chade é jornalista internacional e autor do livro “Política, Propina e Futebol” e mostra que há anos corre uma investigação judicial nos Estados Unidos, com o auxílio das autoridades da Suíça, sobre a corrupção no futebol brasileiro e mundial nos últimos 25 anos, o que coloca em dúvida a honestidade da escolha da Rússia (2018) e do Qatar (2022) para sedes de Copa do Mundo. O FBI e as autoridades suíças já prenderam vários dirigentes do futebol mundial, inclusive o dirigente da CBF e ex-governador de São Paulo do período da ditadura militar, José Maria Marin. Rússia e Brasil são dois países que se recusam a ajudar a Suíça e os EUA na punição aos corruptos do futebol, chegando ao cúmulo de no governo Putin terem sido destruídos todos os computadores daquele país que tinham qualquer informação sobre a escolha da Rússia para sede da Copa e uma juíza do Rio de Janeiro proibiu qualquer colaboração do Brasil com o FBI e as autoridades americanas sobre o caso de corrupção no futebol brasileiro e seus dirigentes, isso em pleno governo Dilma, em 2015. Só isso já seria suficiente para qualquer brasileiro ficar com um pé atrás sobre os resultados dos jogos desta Copa da Rússia e da próxima no Qatar. O que estiver nos placares dos estádios russos pode não ser exatamente o que foi jogado em campo e sim resultado dos saldos bancários dos dirigentes de futebol (“cartolas”), políticos, redes de TV e empresas em paraísos fiscais...
  4. ASSASSINATO DE OPOSITORES RUSSOS NA INGLATERRA: o assassinato de opositores do regime russo dentro do território da Inglaterra, em 2018, levou a primeira-ministra Theresa May a liderar um movimento de repúdio ocidental contra a Rússia. Diante disso, Inglaterra e Islândia já decidiram que não vão mandar autoridades de seus países à Copa na Rússia.
  5. LEI DE 2013 PUNE COM MULTA E CADEIA QUEM “FIZER PROPAGANDA DE ATOS SEXUAIS NÃO-TRADICIONAIS”: com este singelo nome (“não-tradicionais”), Vladimir Putin colocou em ação uma caça aos LGBTs na Rússia, chegando alguns membros da Federação Russa, como a Chechênia, a criar campos de concentração para homoafetivos (gays e lésbicas). O Tribunal Europeu de Direitos Humanos, em Estrasburgo, considerou que a lei é “discriminatória e encoraja a homofobia” e estabeleceu multas a serem pagas pelo governo russo a três ativistas LGBTs que foram processados por “propaganda a favor de atos sexuais não-tradicionais”.
  6. INVASÃO E ANEXAÇÃO DA CRIMEIA UCRANIANA: imagine que os EUA, a China ou a Rússia entendessem que o Rio Grande do Norte é um território importantíssimo estrategicamente não só para as viagens espaciais (Base de Alcântara) como para o controle do tráfego marítimo no Atlântico Sul e um deles três resolvesse encher o território potiguar, pacificamente, de americanos, chineses ou russos! Imaginou? Pois é o que a Rússia fez com a Ucrânia há quatro anos. A invasão da Península da Crimeia em fevereiro de 2014, pela Rússia, e sua posterior anexação, foi um golpe de mestre. Durante o mês de fevereiro, Vladimir Putin mandou soldados e civis para a base russa na Crimeia, porque os tolos que governam a Ucrânia cederam parte de seu território nacional para o governo de Moscou na época do colapso da União Soviética que resultou na independência ucraniana. Silenciosamente, os militares e civis russos, aos milhares, passaram o mês invadindo pacificamente a Crimeia. Em março, a Rússia anunciou que estava anexando a península ao seu território. E não deu um tiro sequer. E lá se vão quatro anos e EUA e União Europeia muito esbravejaram, xingaram, mas, de concreto mesmo, nada contra a Rússia.
  7. INTERVENÇÃO MILITAR RUSSA NO LESTE DA UCRÂNIA: a intervenção do governo russo, no início de 2014, com armas e combatentes nas regiões de Donetsk e Lugansk (habitadas por entre 40 e 45% de russos) , na Ucrânia, visando anexá-las posteriormente, como Putin fez com a Crimeia, é um atentado à soberania ucraniana que já dura quatro anos. Milhares de mortos depois, as duas regiões mantêm-se em guerra contra o governo central de Kiev com ajuda militar russa.
  8. OCUPAÇÃO MILITAR DA TRANSNÍSTRIA: quando a União Soviética começou a desabar, em 1990, o Exército Vermelho (Rússia) se antecipou e mandou um enorme contingente bem armado à fronteira entre a República Socialista Soviética da Moldávia e a República Socialista Soviética da Ucrânia e juntou-se aos russos naturais daquela região (chamada pelos moldovos de Transnístria) e declararam a independência da região. Desde então, esta parte do território moldovo (hoje o nome da antiga RSS da Moldávia passou a ser República da Moldova)  passou a ser “independente”, mas, na verdade, é controlado pelo presidente Putin.
  9. OCUPAÇÃO MILITAR DA ABKHÁZIA E OSSÉTIA DO SUL: a situação vista na Transnístria se repetiu nestes dois territórios da antiga República Socialista Soviética da Geórgia, parte da URSS. Em 1991, com o colapso da União Soviética, a linha dura do Exército russo começou a mandar tropas para as regiões georgianas habitadas por abkházios muçulmanos nas margens georgianas do Mar Negro e ossetos, no norte da Geórgia, fronteira com a região semi-autônoma de Ossétia do Norte, pertencente à Rússia. Depois de guerras apoiadas pelos russos, abkházios e ossetos do sul conseguiram se manter independentes do governo georgiano de Tbilisi com a presença de tropas da Rússia, numa clara ocupação militar de partes da Geórgia.